Livros

Encontre o seu livro
Todos
Todas
Ver

Coleção

Correspondência de Mário de Andrade

Correspondência Mário de Andrade & Alceu Amoroso Lima

Correspondência Mário de Andrade & Alceu Amoroso Lima

de Diversos Autores

A correspondência entre Alceu Amoroso Lima e Mário de Andrade começou em 1925 e durou até dezembro de 1944, dois meses antes da morte de Mário. Uma troca epistolar apaixonada pelo debate, marcada pela divergência de ideias aliada a um profundo respeito por ambos os correspondentes. São cartas pensadas e densas, verdadeiros laboratórios de criação, de pensamento e estilística, cujo principal assunto é a problemática de natureza religiosa e existencial o problema de Deus e o problema da Igreja mas também a crítica literária, as amizades, a vida literária em nosso modernismo, os lançamentos e as desavenças entre pessoas e grupos, as divergências entre os diferentes projetos de modernidade literária para o Brasil. A correspondência é uma demonstração clara de que os extremos se tocam e podem se respeitar, de que é possível fazer a harmonia dos contrários através da tolerância… Leia mais

Correspondência Mário de Andrade & Escritores/Artistas Argentinos

Correspondência Mário de Andrade & Escritores/Artistas Argentinos

de Mário de Andrade e Patricia Artundo

Duma feita estouraram pela minha casa adentro o Luis Emilio Soto, publicista apertando o assunto pela garganta, e o Juan Vignale poeta por sinal que gentilíssimo. Me abriram a porta da Argentina boa escreveu Mario de Andrade em artigo n A Manhã em 1926. A relação entre o escritor brasileiro e os argentinos é tratada neste quarto volume da coleção Correspondência de Mário de Andrade. Da leitura dos diversos documentos (cartas, livros, revistas, catálogos) pertencentes ao arquivo de Mário de Andrade depositado no IEB-USP, e da pesquisa realizada por Patrícia Artundo em acervos diversos nos dois países, depreende-se que o contato do escritor com a Argentina operou-se quase sem interrupções entre os anos de 1925 e 1944. O livro inclui ainda notas biográficas dos escritores e artistas argentinos, e uma cronologia que permite ao leitor aproximar-se do contexto histórico cultural específico em que ocorreu o… Leia mais

Correspondência Mário de Andrade & Henriqueta Lisboa

Correspondência Mário de Andrade & Henriqueta Lisboa

de Diversos Autores

Para Mário de Andrade, beber no copo dos outros foi uma das atitudes mais frequentes, por acreditar que o diálogo com o outro resultaria na realização de um projeto fraterno e coletivo, observa Eneida Maria de Souza. As cartas trocadas entre Mário de Andrade e Henriqueta Lisboa entre os anos de 1930 e 1945, os seis últimos anos de vida do artista, se destacam no conjunto da correspondência do escritor especialmente por dois motivos: pelo ritmo intenso da interação entre ambos, e o aparente paradoxo de duas personalidades tão distintas, com projetos literários muito diferentes, se abrirem a confidências e reflexões marcadamente pessoais, num nível de franqueza e complexidade raras vezes alcançado. Nas cartas mesclam-se temas do cotidiano, questões estéticas, lições de poesia; sua abertura e publicação permite melhor compreensão dos caminhos que a literatura brasileira seguiu até chegar à atual… Leia mais

Correspondência Mário de Andrade & Luiz Camillo de Oliveira Netto

Correspondência Mário de Andrade & Luiz Camillo de Oliveira Netto

de Diversos Autores

Este volume da correspondência de Mário de Andrade traz as cartas do escritor trocadas com Luiz Camillo de Oliveira Netto no período que vai de 1932 a 1944, entre a Revolução de 1930 e o final da Segunda Guerra Mundial. Na correspondência, é possível observar a preocupação dos intelectuais com questões gerais da cultura brasileira e com temas mais específicos como a preservação do patrimônio cultural e o estímulo à pesquisa; de outra parte, também está presente a troca de experiências acerca da atitude diante da administração pública, baseada na experiência de ambos. A organizadora da edição destaca a importância das cartas: Intelectuais de uma época de transição, suas vidas refletem, em muitos pontos, as dificuldades de nossa realidade em mudança industrialização incipiente, Revolução de 1930, nascimento, vida e morte do Estado Novo, entre vários outros processos de… Leia mais

Correspondência Mário de Andrade & Manuel Bandeira Obra Premiada

Correspondência Mário de Andrade & Manuel Bandeira

de Diversos Autores

Sobre a numerosa correspondência de Mário de Andrade, disse Antonio Candido: Encherá volumes e será porventura o maior movimento do gênero, em língua portuguesa: terá devotos fervorosos e apenas ela permitirá uma vista completa de sua obra e do seu espírito. Lacrada até julho de 1997, a pedido de Mário, a parte mais significativa dessa correspondência começa a ser revelada nesta edição que dá conta da fértil comunicação, ao longo de três décadas, entre dois dos maiores nomes da literatura brasileira. Graças ao trabalho rigoroso do organizador, que nas notas às cartas apresenta todas as informações necessárias à compreensão dos dados contextuais, o leitor pode tomar pleno contato com a troca de confissões pessoais, opiniões sobre poemas, ideias sobre questões do cotidiano do país e sobre a evolução de uma arte brasileira, entre muitos outros… Leia mais

Correspondência Mário de Andrade & Murilo Rubião

Correspondência Mário de Andrade & Murilo Rubião

de Diversos Autores

O primeiro encontro entre Mário de Andrade e o Murilo Rubião se deu em 1939. Na ocasião, Murilo era redator da Folha de Minas e entrevistou o escritor mais velho, já consagrado; o posterior envio do artigo a Mário marcou o início da correspondência entre ambos, que se estende até 1945, e está presente neste novo volume da Coleção Correspondência de Mário de Andrade. Esta edição acrescenta material inédito ao volume anterior de 1995, com cartas inéditas de Murilo, e traz novas informações sobre o diálogo de Mário com várias gerações de escritores brasileiros, além de contribuir para revelar o retrato do grupo de intelectuais mineiros que despontava em Belo Horizonte nos anos de 1940. Além da reprodução das cartas, o volume conta com uma apresentação de Eneida Maria de Souza, um caderno de imagens, o dossiê Murilo Rubião, dois poemas e alguns contos do interlocutor de Mário, e entrevistas e depoimentos que contextualizam o ambiente dos escritores mineiros.Confira entrevista com os… Leia mais

Correspondência Mário de Andrade & Newton Freitas

Correspondência Mário de Andrade & Newton Freitas

de Diversos Autores

A Coleção Correspondência Mário de Andrade forma, na palavra de seus coordenadores, o conjunto mais representativo da epistolografia brasileira do século XX, no que tange à discussão de projetos estéticos e aos arquivos da criação que desnudam o artefazer de poetas, ficcionistas, artistas plásticos e músicos. Este sexto volume reúne a correspondência de Mário de Andrade com Newton Freitas entre os anos de 1940 e 1945, sendo que a última carta da obra foi escrita por Mário em 15 de fevereiro. Trata-se da relação entre o escritor maduro, já consagrado, com o jornalista cultural exilado do país, residindo em Buenos Aires depois de uma temporada em Montevidéu, para onde se mudou fugindo do Estado Novo por sua relação com o Partido Comunista Brasileiro. O volume é composto pelo ensaio introdutório de Raúl Antelo, as cartas, e um apêndice com os relatos inéditos La bodega e La Colonia, de Newton Freitas, escritos no exílio em… Leia mais

Correspondência Mário de Andrade & Oswald de Andrade

Correspondência Mário de Andrade & Oswald de Andrade

de Diversos Autores

Este volume da Coleção Correspondência Mário de Andrade, organizado por Gênese Andrade, reúne cartas e bilhetes enviados por Oswald de Andrade ao amigo entre os anos de 1919 e 1928, período de efervescência cultural no país e que marca o início e o enfraquecimento da amizade entre os dois escritores. Em meio a notícias de viagens, questões literárias, ironias e intrigas, delineiam-se a amizade e a admiração intelectual entre eles. Vários artistas e escritores brasileiros permeiam o conjunto, que reproduz manuscritos, dedicatórias, postais e papéis timbrados assim como a iconografia do período, revelando os bastidores do modernismo. O livro contém ainda um "Dossiê" com artigos de Oswald sobre Mário e de Mário sobre Oswald, o único poema escrito a quatro mãos pelos autores de que se tem notícia, e finaliza com o ensaio "Andrade versus Andrade", no qual a organizadora elucida inúmeras questões relacionadas ao modernismo e à relação dos dois amigos.Confira entrevista com a… Leia mais

Correspondência Mário de Andrade & Tarsila do Amaral

Correspondência Mário de Andrade & Tarsila do Amaral

de Diversos Autores

Ultrapassando as fronteiras da amizade, as cartas trocadas por Mário de Andrade e Tarsila do Amaral oferecem ao leitor um contato direto com algumas das questões mais candentes que impulsionaram os artistas do período. Mostram o interesse pela atualidade das tendências artísticas internacionais, aliado à preocupação com a cultura brasileira, além de revelar detalhes dos processos de criação de dois dos maiores nomes do modernismo brasileiro. Organizado pela historiadora e crítica de arte Aracy Amaral, o volume inclui uma série de notas explicativas e a análise material dos manuscritos ao final de cada texto, cronologia, caderno de fotos e reproduções de diversos outros documentos, entre eles catálogos de exposições de Tarsila no período… Leia mais

Eventos

14/05
de 2024

Edusp e BBM USP convidam para o lançamento de As Minas de Ouro do Brasil

As Minas de Ouro do Brasil, de José Basílio da Gama, manuscrito que permanecia inédito, será lançado na Sala Villa-Lobos da BBM USP em debate com a participação de Junia Ferreira Furtado, ...

Mais Eventos

Mais

Perturbadora e lisérgica, a multifacetada Clarice Lispector pede por uma biografia plural

A complexa tarefa de criar trabalhos biográficos sobre uma mulher que negava a “grafia” e desejava ser puramente “bio”

O diálogo a partir do antagonismo na relação entre Mário de Andrade e Murilo Rubião

Como a correspondência entre escritores tão diferentes contribuiu para o desenvolvimento intelectual de ambos

A importância do Brasil para o desenvolvimento das ciências sociais francesas

As ciências sociais de Brasil e França estão entrelaçadas e revelam uma história rica em trocas nem sempre igualitárias

A complexa relação entre texto e imagem nas ilustrações de Poty Lazzarotto

Símbolo da cultura curitibana, a jornada de Poty pelas artes visuais revela a riqueza contida no seu trabalho de ilustrador

Amizade entre Mário e Oswald de Andrade é explorada em novo volume da Coleção Correspondência

Correspondência Mário de Andrade & Oswald de Andrade mostra a importância da escrita epistolar não só para o modernismo como também para a preservação de nossa história
Mais