Design de Capas do Livro Didático

A Editora Ática nos Anos 1970 e 1980

Capa de Design de Capas do Livro Didático Obra Premiada
  • de Didier Dias de Moraes
Sinopse

Na década de 1970, o mercado de livros didáticos experimentou um crescimento vertiginoso no Brasil, em um contexto de expansão tanto do ensino como da indústria cultural. O cenário, que também era de acirramento da concorrência, naturalmente teve impacto sobre a configuração material e visual dos livros. Didier Dias de Moraes concentra-se particularmente no design de capas, que além de identificar e proteger as obras passavam a ter a função de atrair e persuadir o público a adotá-las. Havia, porém, um descompasso entre a visualidade do livro escolar e as linguagens visuais de outros meios. Como contraponto a essa realidade, o autor estuda o caso da editora Ática (que na década de 1980 se tornaria a maior editora brasileira em títulos e faturamento) e a renovação visual que ela promoveu por meio do trabalho dos designers Ary Normanha e Mario Cafiero.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 68,00
ISBN 10: 8531416612
ISBN 13: 9788531416613
1ª edição, impressão de 2017

296 páginas
21 x 22 cm
Brochura
Coleção Memória Editorial
Coedição: Com-Arte

Prêmio
60º Prêmio Jabuti
Câmara Brasileira do Livro
Economia Criativa - 1º Lugar
Didier Dias de Moraes

Eventos

25/08
de 2021

Webinar e lançamento do livro “Livros, Leituras e Bibliotecas”

Acontece em 25/8/2021, quarta-feira, o webinar e lançamento virtual de "Livros, Leituras e Bibliotecas: História da Arquitetura e da Construção Luso-Brasileira", de Ricardo Rocha.

Mais Eventos

Mais

Borba Gato e a emergência do passado no presente

Protestar no monumento que exalta o movimento bandeirante colocou a história no centro do debate e permite questionar o quanto de passado ainda há no presente.

Digitais passam a representar 6% do faturamento das editoras brasileiras

Em relação a 2019, o faturamento das editoras com a venda de conteúdos editoriais cresceu 36% em 2020, fechando o ano em R$ 147 milhões

Legado de resistência em Cecília Meireles e o equívoco de Laurence Hallewell

Cecília Meireles teve de ir à delegacia, debaixo de humilhações, para prestar esclarecimentos. Mas não foi “presa” pela tradução de um livro de Mark Twain

Palestra de lançamento de “Uma História da Hungria” está disponível no YouTube

Evento contou com a participação do autor e tradução simultânea

Milton Santos, morto há 20 anos, nos convida a construir uma outra globalização

Geógrafo apontou caminhos para um projeto humanitário que se contraponha ao poder totalitário do dinheiro
Mais