Os Primeiros Arquitetos Modernos

Habitação Social no Brasil 1930-1950

  • de Paulo Bruna
Sinopse

Buscando um enfoque em harmonia com a crítica arquitetônica contemporânea, Paulo Bruna se propõe a ampliar a visão do restrito quadro da história da arquitetura moderna brasileira. Para isso, o autor reelabora as noções de moderno e modernidade tendo como pano de fundo a Europa dos anos de 1920-1930. A seguir, volta-se para a cultura arquitetônica brasileira, mostrando que desde o início da década de 1930 havia um grupo de arquitetos e engenheiros empenhados em concretizar o ideário do movimento moderno de forma objetiva e concreta. Procura mostrar a relação entre a criação dos IAP’s – Institutos de Aposentadoria e Pensões – a partir dos anos de 1930 e a construção dos grandes conjuntos habitacionais no Brasil, influenciados por conceitos teóricos e métodos construtivos associados ao movimento moderno.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 55,00
ISBN 10: 8531409527
ISBN 13: 9788531409523
1ª edição, impressão de 2015

264 páginas
18,5 x 24,5 cm
Brochura

Eventos

20/03
de 2020

[Cancelado] Lançamento de “Gênero e Feminismos”

O lançamento de "Gênero e Feminismos", que aconteceria sexta-feira, 20/3/2020, está temporariamente cancelado. Assim que possível, uma nova data será anunciada.

Mais Eventos

Mais

Preservar as escassas florestas das cidades é o desafio

No livro “Natureza em Megacidades”, Jörg Spangenberg defende a vegetação integrada à paisagem de concreto

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais