Um Leitor Inconformado

Álvares de Azevedo e a Literatura Comparada

  • de Natália Gonçalves de Souza Santos
Sinopse

Neste livro, Natália Gonçalves de Souza Santos se interessa em demonstrar como Álvares de Azevedo utilizou do ideário proveniente dos estudos de literaturas estrangeiras para construção de uma perspectiva crítica diferente da tida como oficial no Brasil de meados do século XIX. Os ensaios "Literatura e Civilização em Portugal", "Lucano", "Alfredo de Musset: Jacques Rolla" e "George Sand: Aldo o Rimador", escritos pelo autor por volta de 1850 e reproduzidos ao final do livro, são analisados com rigor neste livro, valendo-se de uma abordagem comparatista. Em sua análise, Natália destaca o papel da Revue des deux mondes como intermediária cultural, e por meio dela o estabelecimento do diálogo do autor com os primeiros pensadores da literatura comparada. Ressalta ainda a postura possível de Álvares de Azevedo como crítico literário, evidenciada pela leitura de seus ensaios literários.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 56,00
ISBN 13: 9786557850985
1ª edição, impressão de 2022
360 páginas

16 x 23 cm
Brochura
Coleção Ensaios de Cultura

Eventos

09/03
de 2024

Lançamento do livro “Correspondência Mário de Andrade & Oswald de Andrade”

Participe do lançamento do livro "Correspondência Mário de Andrade & Oswald de Andrade"

Mais Eventos

Mais

A complexa relação entre texto e imagem nas ilustrações de Poty Lazzarotto

Símbolo da cultura curitibana, a jornada de Poty pelas artes visuais revela a riqueza contida no seu trabalho de ilustrador

Amizade entre Mário e Oswald de Andrade é explorada em novo volume da Coleção Correspondência

Correspondência Mário de Andrade & Oswald de Andrade mostra a importância da escrita epistolar não só para o modernismo como também para a preservação de nossa história

Do jornalismo ao ativismo político, antologia revela as múltiplas faces da obra de Patrícia Galvão, a Pagu

“Palavras em Rebeldia” mostra a importância de Pagu, que passou de escritora pouco conhecida a homenageada da FLIP, na história do modernismo e nos dias de hoje

Livro aponta a influência das óperas europeias na construção do romance brasileiro e na sociedade pós-colonial

“Ópera Flutuante: Teatro Lírico, Literatura e Sociedade no Rio de Janeiro do Segundo Reinado” retrata a presença do drama musicado na capital do Brasil no século XIX

Antropólogo usa história da arte para compreender origens e poderes de artefatos indígenas

Em “Ardis da Arte: Imagem, Agência e Ritual na Amazônia”, Carlos Fausto traça comparativo etnográfico entre regimes imagéticos e culturas de povos originários das ...
Mais