Caipiras Negros no Vale do Ribeira

Um Estudo de Antropologia Econômica

  • de Renato da Silva Queiroz
Sinopse

Sítio arqueológico da história da escravidão negra brasileira, o bairro rural de Ivaporunduva, localizado no Vale do Ribeira de Iguape, interior paulista, é considerado hoje uma comunidade remanescente de quilombos formados entre os séculos XVII e XVIII. Num movimento de resistência, os habitantes isolaram-se no local para fugir da discriminação e evitar a desagregação do grupo que permaneceu pobre e anônimo. Recentes incentivos para o desenvolvimento da região não conseguiram acabar com a precariedade das condições de vida da comunidade de caipiras negros e com as diferenças de classe significativas no vale. Neste livro, Renato da Silva Queiroz apresenta, com rigor e precisão, um estudo da situação socioeconômica desse grupo formado majoritariamente por negros católicos, preenchendo a lacuna bibliográfica provocada pela quase ausência de trabalhos acadêmicos sobre a população negra brasileira em ambiente rural.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 33,00
ISBN 10: 8531409004
ISBN 13: 9788531409004
2ª edição, impressão de 2006

136 páginas
16 x 23 cm
Brochura
Coleção Ensaios de Cultura

Eventos

21/07
de 2021

Lançamento da obra “Livreiros do Novo Mundo”

Lançamento virtual obra "Livreiros do Novo Mundo"

Mais Eventos

Mais

Digitais passam a representar 6% do faturamento das editoras brasileiras

Em relação a 2019, o faturamento das editoras com a venda de conteúdos editoriais cresceu 36% em 2020, fechando o ano em R$ 147 milhões

Legado de resistência em Cecília Meireles e o equívoco de Laurence Hallewell

Cecília Meireles teve de ir à delegacia, debaixo de humilhações, para prestar esclarecimentos. Mas não foi “presa” pela tradução de um livro de Mark Twain

Palestra de lançamento de “Uma História da Hungria” está disponível no YouTube

Evento contou com a participação do autor e tradução simultânea

Milton Santos, morto há 20 anos, nos convida a construir uma outra globalização

Geógrafo apontou caminhos para um projeto humanitário que se contraponha ao poder totalitário do dinheiro

Tarsila do Amaral, mais popular que nunca, vai ganhar biografia em 2023

Jornalista Francesca Angiolillo diz que seu foco será explorar a vida pessoal da artista plástica
Mais