Escravidão e Morte Social

Um Estudo Comparativo

  • de Orlando Patterson
  • trad. Fábio Duarte Joly
Sinopse

Estabelecida firmemente em sociedades primitivas ou em grandes centros de civilização, a escravidão sempre foi associada ao desenvolvimento de economias avançadas e à emergência de ideais e crenças da tradição ocidental, como os conceitos de liberdade e propriedade. Neste livro, Patterson busca compreender a escravidão pela definição e análise de sua natureza e dinâmica e das estruturas que a sustentavam. O autor faz um estudo comparativo entre sociedades com escravos, fala de suas relações de poder internas e dos modos de aquisição e libertação de escravos, demonstrando a forte ligação entre escravidão e liberdade. No livro, procura acabar com problemas gerados pela interpretação anacrônica da história, em especial da escravidão, descartando falsas opiniões, propiciando um melhor entendimento da essência e dinâmica da escravidão, assim como do conceito de liberdade a ela relacionado.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 79,00
ISBN 10: 8531409292
ISBN 13: 9788531409295
1ª edição, impressão de 2008

544 páginas
15,5 x 23 cm
Brochura
Coleção Ponta

Eventos

16/09
de 2020

Lançamento de “Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP”

Acontece na quarta-feira, 16/9/2020, o lançamento e o debate virtual de "Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP", organizado por Walnice Nogueira Galvão.

Mais Eventos

Mais

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.

Trabalhadores humanitários e o legado de Sérgio Vieira de Mello

Trajetória de Sérgio ilumina possibilidades da ação humanitária e o terreno como lugar dos direitos humanos

“Não há evolução sem ruptura”

Entrevista com Alex Flemming, pintor, escultor e gravador

É verdade que nevou em São Paulo em 1918?

No caderno de visitas da famosa garçonnière mantida pelo escritor Oswald de Andrade na Rua Líbero Badaró, apelidada de "covil da rua Líbero", há a referência de que nevou ...
Mais