Vozes em Branco e Preto

A Representação Literária da Fala Não-padrão

  • de Milton M. Azevedo
Sinopse

A diversidade linguística é um objeto de estudo caro aos linguistas, mas também um tema abordado com frequência por escritores e poetas de diferentes épocas e lugares. Para alguns escritores, as singularidades linguísticas não constituem exotismos ou regionalismos, mas condição de existência da unidade linguística. A proposta de Milton M. Azevedo é analisar a representação literária da oralidade por meio de recursos estilísticos que refletem modalidades de fala divergentes da linguagem normativa. Apoiando-se no conceito de dialeto literário, o autor analisa textos de vários escritores, como Erico Veríssimo, Clarice Lispector, Guimarães Rosa, Dalton Trevisan, entre outros, os quais evocam a fala mediante traços linguísticos, incorporados a uma escrita não padrão que reflete a variação.

Ficha técnica

R$ 34,00
ISBN 10: 8531407613
ISBN 13: 9788531407611
1ª edição, impressão de 2003

176 páginas
14 x 21 cm
Brochura
Coleção Campi

Eventos

20/03
de 2020

[Cancelado] Lançamento de “Gênero e Feminismos”

O lançamento de "Gênero e Feminismos", que aconteceria sexta-feira, 20/3/2020, está temporariamente cancelado. Assim que possível, uma nova data será anunciada.

Mais Eventos

Mais

Preservar as escassas florestas das cidades é o desafio

No livro “Natureza em Megacidades”, Jörg Spangenberg defende a vegetação integrada à paisagem de concreto

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais