Leitura em Voz Alta e Produção da Subjetividade

Um Caminho para a Apropriação da Escrita

  • de Lucila Maria Pastorello
Sinopse

Lucila Pastorello discute o papel da leitura em voz alta no processo de apropriação da linguagem pela criança, mostrando que, em função de suas especificidades, essa modalidade de leitura interfere positivamente no processo. A autora observa que a leitura em voz alta coloca o corpo em cena, mobilizando práticas na relação corpo e linguagem que são específicas e que fazem eco nos processos de apropriação da escrita pela criança. Em sua pesquisa, procurou articular elementos teóricos nos campos da linguística, da psicanálise, da educação e da fonoaudiologia, ao lado das observações advindas da prática clínica. A leitura em voz alta é considerada prática mobilizadora da subjetividade - da dinâmica do desejo e da língua - e, portanto, atividade que interfere positivamente no processo de apropriação da escrita pela criança.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 36,00
ISBN 10: 8531414415
ISBN 13: 9788531414411
1ª edição, impressão de 2015

152 páginas
14 x 21 cm
Brochura
Coleção Campi

Eventos

08/03
de 2021

Lançamento de “A Casaca do Arlequim”

Acontece na segunda-feira, 8/3/2021, o lançamento virtual de "A Casaca do Arlequim", de Heliana Angotti-Salgueiro.

Mais Eventos

Mais

Clarice Lispector é uma bruxa que encanta

... E o leitor nunca mais deixará de ser seu. Quem começa a ler Clarice Lispector vai passar a vida com seus livros nas mãos. "Será fisgado", como define a professora Nádia ...

‘Ensaio Sobre Música Brasileira’ de Mário de Andrade ganha reedição

Após quase um século, obra de Mário de Andrade é reeditada e complementada pela musicóloga Flávia Camargo Toni

Especialistas discutem educação nos países de língua portuguesa

Educação em países lusófonos é tema de seminário

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.
Mais