Machado de Assis no Jornal das Famílias

  • de Jaison Luís Crestani
Sinopse

Há uma tendência da crítica em considerar as obras iniciais de Machado de Assis como inferiores, convencionais e imaturas, condenando-as ao “justo esquecimento”. Na tentativa de reverter este quadro, Jaison Luís Crestani propõe uma redefinição das perspectivas de análise no sentido de recuperar as particularidades e de reavaliar o valor literário dessa parte fundamental da obra machadiana. Analisando a produção do jovem romancista publicada no Jornal das Famílias entre 1863 e 1878, mostra que Machado de Assis questionou de forma crítica e dialética o pacto ingênuo da leitura folhetinesca-romântica dominante nas narrativas da época, o qual pressupunha a absoluta credibilidade moral e social do narrador e não podia descartar as soluções sentimentais / edificantes dos clichês de final feliz, e também da religiosidade, o patriotismo, o respeito pela ordem familiar e patriarcal e, ainda, as tintas da cor local.

Ficha técnica

R$ 35,00
ISBN 10: 8531411726
ISBN 13: 9788531411724
1ª edição, impressão de 2009

288 páginas
16 x 23 cm
Brochura
Coleção 100 Anos Machado de Assis
Coedição: Nankin Editorial

Eventos

20/03
de 2020

[Cancelado] Lançamento de “Gênero e Feminismos”

O lançamento de "Gênero e Feminismos", que aconteceria sexta-feira, 20/3/2020, está temporariamente cancelado. Assim que possível, uma nova data será anunciada.

Mais Eventos

Mais

Preservar as escassas florestas das cidades é o desafio

No livro “Natureza em Megacidades”, Jörg Spangenberg defende a vegetação integrada à paisagem de concreto

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais