Leituras de Macunaíma

Primeira Onda (1928-1936)

  • de José de Paula Ramos Jr.
Sinopse

A repercussão do livro Macunaíma, de Mário de Andrade, nos primeiros anos após sua publicação foi bastante modesta: o livro atingiu um pequeno universo de leitores, e sua fortuna crítica nos anos iniciais oscila entre os elogios e a condenação. Este livro analisa a recepção crítica da obra, tendo como limites temporais os anos 1928 e 1936, que correspondem ao período em que vigorou a primeira edição. Ivan Teixeira observa que o estudo tanto efetua quanto sugere a observação e a análise das consequências culturais de Macunaíma, entendido como obra cuja singularidade repercute decisivamente não só no discurso da crítica, mas também na arte, na política e na ideologia de seu ambiente cultural. O estudo revela as diversas categorias segundo as quais a obra foi lida no primeiro momento de sua existência como obra de arte e como intervenção cultural, procurando recompor o perfil das polêmicas do momento. O livro inclui ainda um anexo com o levantamento bibliográfico de Diléa Zanotto Manfio sobre a fortuna crítica de Mário de Andrade.

Ficha técnica

R$ 90,00
ISBN 10: 8531413419
ISBN 13: 9788531413414
1ª edição, impressão de 2012

424 páginas
18,5 x 26 cm
Capa dura

Eventos

21/07
de 2021

Lançamento da obra “Livreiros do Novo Mundo”

Lançamento virtual obra "Livreiros do Novo Mundo"

Mais Eventos

Mais

Digitais passam a representar 6% do faturamento das editoras brasileiras

Em relação a 2019, o faturamento das editoras com a venda de conteúdos editoriais cresceu 36% em 2020, fechando o ano em R$ 147 milhões

Legado de resistência em Cecília Meireles e o equívoco de Laurence Hallewell

Cecília Meireles teve de ir à delegacia, debaixo de humilhações, para prestar esclarecimentos. Mas não foi “presa” pela tradução de um livro de Mark Twain

Palestra de lançamento de “Uma História da Hungria” está disponível no YouTube

Evento contou com a participação do autor e tradução simultânea

Milton Santos, morto há 20 anos, nos convida a construir uma outra globalização

Geógrafo apontou caminhos para um projeto humanitário que se contraponha ao poder totalitário do dinheiro

Tarsila do Amaral, mais popular que nunca, vai ganhar biografia em 2023

Jornalista Francesca Angiolillo diz que seu foco será explorar a vida pessoal da artista plástica
Mais