Giotto e os Oradores

As Observações dos Humanistas Italianos sobre Pintura e a Descoberta da Composição Pictórica (1350-1450)

  • de Michael Baxandall
Sinopse

Obra inaugural de Baxandall e referência para os estudos sobre história da arte dos séculos XV e XVI, em “Giotto e os Oradores” o autor abandona conceitos românticos ainda vigentes, como o de influência, servindo-se do conceito de inferência crítica e propondo o surgimento do conceito de composição para buscar compreender o quanto da arte visual dos pintores da época tinha em comum com a arte visual dos humanistas, já que juntos estes foram os precursores da Renascença italiana. Ao analisar obras de autores pouco lidos atualmente, mas fundamentais para o período analisado, Baxandall apresenta a hipótese da importância do desenvolvimento do latim humanista (também conhecido como neolatino ou ciceroniano) para as artes da Renascença, principalmente no território italiano.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 48,00
ISBN 13: 9788531417245
1ª edição, impressão de 2018
200 páginas

17 x 25,5 cm
Brochura

Eventos

01 a
10/07
de 2020

[Prorrogada] 1ª Feira Virtual das Editoras Universitárias

A Edusp participa do evento oferecendo títulos com 50% de desconto

Mais Eventos

Mais

Lançamento de “Desenvolvimento e Cooperação na América Latina”

Coordenado por Enrique García, o sétimo volume da coleção Cátedra José Bonifácio é lançado no Portal de Livros Abertos

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais