Giotto e os Oradores

As Observações dos Humanistas Italianos sobre Pintura e a Descoberta da Composição Pictórica (1350-1450)

  • de Michael Baxandall
Sinopse

Obra inaugural de Baxandall e referência para os estudos sobre história da arte dos séculos XV e XVI, em Giotto e os Oradores o autor abandona conceitos românticos ainda vigentes, como o de influência, servindo-se do conceito de inferência crítica e propondo o surgimento do conceito de composição para buscar compreender o quanto da arte visual dos pintores da época tinha em comum com a arte visual dos humanistas, já que juntos estes foram os precursores da Renascença italiana. Ao analisar obras de autores pouco lidos atualmente, mas fundamentais para o período analisado, Baxandall apresenta a hipótese da importância do desenvolvimento do latim humanista (também conhecido como neolatino ou ciceroniano) para as artes da Renascença, principalmente no território italiano.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 48,00
ISBN 13: 9788531417245
1ª edição, impressão de 2018
200 páginas

17 x 25,5 cm
Brochura

Eventos

08/03
de 2021

Lançamento de “A Casaca do Arlequim”

Acontece na segunda-feira, 8/3/2021, o lançamento virtual de "A Casaca do Arlequim", de Heliana Angotti-Salgueiro.

Mais Eventos

Mais

Clarice Lispector é uma bruxa que encanta

... E o leitor nunca mais deixará de ser seu. Quem começa a ler Clarice Lispector vai passar a vida com seus livros nas mãos. "Será fisgado", como define a professora Nádia ...

‘Ensaio Sobre Música Brasileira’ de Mário de Andrade ganha reedição

Após quase um século, obra de Mário de Andrade é reeditada e complementada pela musicóloga Flávia Camargo Toni

Especialistas discutem educação nos países de língua portuguesa

Educação em países lusófonos é tema de seminário

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.
Mais