Crianças e Adolescentes

Construindo uma Cultura da Tolerância

  • org. Zélia Maria Mendes Biasoli-Alves e Roseli Fischmann
Sinopse

Os volumes da série Ciências, Cientistas e Tolerância têm como ponto comum a reflexão sobre as contribuições da ciência na construção de uma cultura da paz. Neste primeiro volume, os autores tratam da necessidade atual de se pensar um processo educacional que forme pessoas aptas a viver em uma sociedade complexa. A diversidade cultural, a convivência pública e privada, as relações entre gerações, o papel da família, o problema das drogas e a formação de educadores são algumas das questões enfocadas. O livro inclui os textos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e da Declaração de Princípios sobre a Tolerância, aprovada pela Unesco, em 1995, e a reprodução de pôsteres projetados como material auxiliar para a discussão a respeito da tolerância com crianças e adolescentes.

Ficha técnica

R$ 44,00
ISBN 10: 8531406501
ISBN 13: 9788531406508
1ª edição, impressão de 2001

240 páginas
16 x 23 cm
Brochura
Coleção Seminários

Eventos

16/09
de 2020

Lançamento de “Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP”

Acontece na quarta-feira, 16/9/2020, o lançamento e o debate virtual de "Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP", organizado por Walnice Nogueira Galvão.

Mais Eventos

Mais

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.

Trabalhadores humanitários e o legado de Sérgio Vieira de Mello

Trajetória de Sérgio ilumina possibilidades da ação humanitária e o terreno como lugar dos direitos humanos

“Não há evolução sem ruptura”

Entrevista com Alex Flemming, pintor, escultor e gravador

É verdade que nevou em São Paulo em 1918?

No caderno de visitas da famosa garçonnière mantida pelo escritor Oswald de Andrade na Rua Líbero Badaró, apelidada de "covil da rua Líbero", há a referência de que nevou ...
Mais