Como Pensam os "Nativos"

Sobre o Capitão Cook, por Exemplo

  • de Marshall Sahlins
  • trad. Sandra Guardini T. Vasconcelos
Sinopse

Este livro constitui a resposta do autor de Ilhas de História às acusações feitas pelo antropólogo cingalês Gananath Obeyesekere de que estaria perpetuando o mito europeu da irracionalidade indígena, ao tratar da morte e deificação do explorador James Cook, no Havaí, em 1779. De início um artigo-resposta, acabou se tornando um longo ensaio no qual são discutidos problemas teóricos vitais para as ciências humanas. Ao longo da escrita do ensaio, certos temas afloraram, segundo o autor: como, ao falarmos pelo Outro nativo , podemos privá-lo de sua própria voz; como, ao atribuir-lhe a nossa racionalidade prática , fazemos uma antropologia pidgin; como ao tecer sua história a partir de nossa moralidade, não ajudamos ninguém . Sahlins tem o cuidado de recompor para o leitor as questões históricas envolvidas, ao mesmo tempo em que vai introduzindo a sua argumentação relativa à polêmica.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 52,00
ISBN 10: 8531405211
ISBN 13: 9788531405211
1ª edição, impressão de 2019

352 páginas
18 x 25,5 cm
Brochura
Coleção Clássicos

Eventos

07/05
de 2021

Autor em foco: Virgílio Afonso da Silva

O programa de entrevistas do STF recebe o autor de "Direito Constitucional Brasileiro"

Mais Eventos

Mais

Poesia filosófica de Hölderlin faz a crítica da razão moderna

Hölderlin resgata caráter formador da poesia filosófica

Arte de guerrilha

A arte brasileira durante a vigência do AI-5

Como planejar uma cidade com transparência e qualidade de vida?

A dedicação de Cerqueira César para com o urbanismo paulistano se faz presente em coleção de artigos

A biografia das mulheres

Isabelle Anchieta fala sobre suas inspirações para a criação de sua trilogia "Imagens da Mulher no Ocidente Moderno"

Qual é o papel da educação na luta revolucionária?

Autor explora o papel da educação na construção de uma sociedade mais justa
Mais