Mário de Andrade e Sérgio Buarque de Holanda

Correspondência

  • de Mário de Andrade e Sérgio Buarque de Holanda
  • org. Pedro Meira Monteiro
Sinopse

Embora o volume da correspondência entre Mário de Andrade e Sérgio Buarque de Holanda seja relativamente pequeno, as cartas proporcionam um olhar panorâmico sobre os anos decisivos da eclosão e da consolidação do modernismo no Brasil. A correspondência reunida neste livro se estende entre os anos de 1922 e 1944, entre cidades diferentes: Sérgio escreveu do Rio de Janeiro, onde construiu sua carreira de jornalista, professor e historiador; Mário, de São Paulo, cidade-sede do movimento modernista e que inspirou seus melhores poemas. Alguns dos principais nomes da cultura nacional na primeira metade do século XX desfilam entre as confidências e os recados trocados entre Mário e Sérgio. Por meio de um agudo ensaio crítico, e com o auxílio de um amplo aparato de notas explicativas, Pedro Meira Monteiro elucida as entrelinhas das questões intelectuais que compõem o pano de fundo do diálogo epistolar deste dois gigantes da inteligência brasileira.

Ficha técnica

R$ 49,50
ISBN 10: 853141380x
ISBN 13: 9788531413803
1ª edição, impressão de 2012

432 páginas
14 x 21 cm
Brochura
Coedição: Companhia das Letras

Eventos

04/03
de 2020

Lançamento de “Arquitetura Evanescente”

Acontece na quarta-feira, 4/3/2020, o lançamento de "Arquitetura Evanescente", de Fernando Atique, na Livraria Martins Fontes Paulista.

Mais Eventos

Mais

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Leonardo da Vinci: uma mirada

Leonardo da Vinci não cessa de fascinar. Pesquisadores das mais diversas áreas de estudo voltam-se ao personagem-símbolo da civiltà (cultura) renascentista. Sua obra de ...

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais