A Cultura Brasileira

  • de Fernando de Azevedo
Sinopse

A coleção Os Fundadores da USP pretende homenagear os professores que participaram da criação da Universidade reeditando obras clássicas de difícil acesso ao leitor de hoje. O primeiro volume, A Cultura Brasileira, foi concebido e escrito por Fernando de Azevedo como uma introdução ao Recenseamento de 1940, numa espécie de troca por ter declinado o convite para presidir a Comissão Censitária Nacional. Dividiu o livro em três partes – Os Fatores da Cultura, A Cultura, e A Transmissão da Cultura – nos quais pretendeu traçar, ainda que em esboço, um retrato de corpo inteiro do Brasil, uma síntese ou um quadro de conjunto de nossa cultura e civilização, conforme declara no prefácio. O autor objetivou unificar os conhecimentos dispersos nos trabalhos de detalhe, abandonar o que é secundário e acessório para fixar o essencial e indicar as grandes linhas do desenvolvimento, interessado na interpretação do Brasil.

Ficha técnica

R$ 100,00
ISBN 10: 8531411912
ISBN 13: 9788531411915
7ª edição, impressão de 2010

912 páginas
23,7 x 16,8 cm
Capa dura
Coleção Os Fundadores da USP

Eventos

16/09
de 2020

Lançamento de “Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP”

Acontece na quarta-feira, 16/9/2020, o lançamento e o debate virtual de "Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP", organizado por Walnice Nogueira Galvão.

Mais Eventos

Mais

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.

Trabalhadores humanitários e o legado de Sérgio Vieira de Mello

Trajetória de Sérgio ilumina possibilidades da ação humanitária e o terreno como lugar dos direitos humanos

“Não há evolução sem ruptura”

Entrevista com Alex Flemming, pintor, escultor e gravador

É verdade que nevou em São Paulo em 1918?

No caderno de visitas da famosa garçonnière mantida pelo escritor Oswald de Andrade na Rua Líbero Badaró, apelidada de "covil da rua Líbero", há a referência de que nevou ...
Mais