A Conceição

O Naufrágio do Marialva

  • de Tomás Antonio Gonzaga
  • org. Ronald Polito
Sinopse

Ocorrido próximo a Moçambique, em 1802, o naufrágio do Marialva, navio de carreira de Sua Majestade, serviu de motivo poético para que Gonzaga experimentasse o gênero épico. Em exílio voluntário, pós-Inconfidência Mineira e Marília de Dirceu, o poeta árcade, além de retomar sua habitual apologia do heroísmo e da virtude, a partir dos modelos de Homero, Virgílio e sobretudo Camões, canta aqui a bravura dos portugueses diante dos mares, metáfora oportuna para o “naufrágio” de Portugal em meio à tormenta napoleônica. A edição apresenta a reprodução fac-similar dos manuscritos originais, assim como a transcrição do texto, até então inédito, e comentários elaborados por Ronald Polito.

Ficha técnica

R$ 42,00
ISBN 10: 8531403103
ISBN 13: 9788531403101
1ª edição, impressão de 1995

224 páginas
16 x 23 cm
Brochura

Eventos

20/03
de 2020

[Cancelado] Lançamento de “Gênero e Feminismos”

O lançamento de "Gênero e Feminismos", que aconteceria sexta-feira, 20/3/2020, está temporariamente cancelado. Assim que possível, uma nova data será anunciada.

Mais Eventos

Mais

Preservar as escassas florestas das cidades é o desafio

No livro “Natureza em Megacidades”, Jörg Spangenberg defende a vegetação integrada à paisagem de concreto

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais