O Centro da Cidade do Salvador

Estudo de Geografia Urbana

  • de Milton Santos
Sinopse

Este livro traz ao público um texto que teve restrita circulação, publicado uma única vez em português há mais de quarenta anos atrás. O Centro da Cidade do Salvador foi, originalmente, a tese de doutorado do autor, apresentada na Universidade de Estrasburgo em 1958, e tornou-se um marco do início da renovação dos estudos geográficos, que passaram a incorporar as relações sociais como componentes indissociáveis do meio físico. Milton Santos não se limita ao estudo do centro da cidade, mas expande a análise ao Recôncavo Baiano e ao Estado da Bahia, bem como busca as escalas nacional e mundial, anunciando os fenômenos da urbanização e metropolização que mais tarde se consolidariam, integrando o tempo como um componente do espaço geográfico. O autor se refere ao dinamismo da paisagem e coloca os fatores de inércia como elementos que estimulam as contradições, transformando o centro da cidade em um “teatro dessa luta de tendências”.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 35,00
ISBN 10: 8531411199
ISBN 13: 9788531411199
2ª edição, impressão de 2012

208 páginas
14 x 21 cm
Brochura
Coleção Milton Santos

Eventos

19/11
de 2020

Lançamento de “Ensaio sobre Música Brasileira”

Acontece na quinta-feira, 19/11/2020, o lançamento virtual de "Ensaio sobre Música Brasileira", de Mario de Andrade, em nova edição organizada por Flávia Camargo Toni.

Mais Eventos

Mais

Especialistas discutem educação nos países de língua portuguesa

Educação em países lusófonos é tema de seminário

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.

Trabalhadores humanitários e o legado de Sérgio Vieira de Mello

Trajetória de Sérgio ilumina possibilidades da ação humanitária e o terreno como lugar dos direitos humanos

“Não há evolução sem ruptura”

Entrevista com Alex Flemming, pintor, escultor e gravador
Mais