500 Anos de Engenharia no Brasil

Capa de 500 Anos de Engenharia no Brasil Obra Premiada
  • org. José Carlos T.B. Moraes
Sinopse

A primeira notícia que se tem de obras no Brasil refere-se à construção de Salvador, no século XVI, de forma rudimentar e sem o rigor técnico das construções renascentistas da mesma época na Europa. Nos últimos quinhentos anos, a evolução da engenharia no país foi notável, e um pouco dessa história está contada neste livro. Escritos por especialistas ligados à Escola Politécnica da USP e à Escola de Engenharia de São Carlos, os 23 capítulos permitem acompanhar a evolução da matéria no país de maneira sucinta, porém rica em detalhes. Alguns textos dão uma visão global da engenharia no país desde o seu descobrimento, enquanto outros trazem discussões atuais em áreas específicas, como a construção civil, a mineração, a siderurgia, a metalurgia, a construção de estradas de rodagem, a mecatrônica, entre outros temas igualmente importantes. Acompanha os artigos farta iconografia pesquisada e selecionada especialmente para esta edição.

Ficha técnica

R$ 220,00
ISBN 10: 8531406838
ISBN 13: 9788531406836
1ª edição, impressão de 2006

384 páginas
26 x 28 cm
Capa dura
Coleção Uspiana - Brasil 500 Anos
Coedição: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo

Prêmio
48º Prêmio Jabuti
Câmara Brasileira do Livro
Ciências Exatas, Tecnologia e Informática - 3º Lugar
José Carlos T. B. Moraes

Eventos

16/09
de 2020

Lançamento de “Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP”

Acontece na quarta-feira, 16/9/2020, o lançamento e o debate virtual de "Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP", organizado por Walnice Nogueira Galvão.

Mais Eventos

Mais

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.

Trabalhadores humanitários e o legado de Sérgio Vieira de Mello

Trajetória de Sérgio ilumina possibilidades da ação humanitária e o terreno como lugar dos direitos humanos

“Não há evolução sem ruptura”

Entrevista com Alex Flemming, pintor, escultor e gravador

É verdade que nevou em São Paulo em 1918?

No caderno de visitas da famosa garçonnière mantida pelo escritor Oswald de Andrade na Rua Líbero Badaró, apelidada de "covil da rua Líbero", há a referência de que nevou ...
Mais