Portinari

Três Momentos

  • de Elza Ajzenberg
Sinopse

A obra de Cândido Portinari (1903-1962) é marcada pela extração do contexto histórico de valores estéticos, utilizados na construção de uma linguagem artística renovada, próxima à mensagem sobre a problemática social brasileira e, simultaneamente, às técnicas de diferentes artistas internacionais do passado ou contemporâneos. Portinari submeteu-se a várias influências — o elemento popular é a principal delas —, sem perder sua personalidade inconfundível, ou se identificar com algum movimento específico, mesmo sendo claramente influenciado pelos movimentos expressionista, cubista e muralista, exemplificados neste livro pela série Retirantes (1944), pelo mural Tiradentes (1949) e pelo conjunto de desenhos D. Quixote (1956). Importante na história da arte do país, a obra de Portinari é resultado de uma pesquisa disciplinada que alia arte e engajamento social e busca a construção de uma nova consciência artística brasileira, analisada neste livro em edição bilíngue.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 120,00
ISBN 10: 8531410452
ISBN 13: 9788531410451
1ª edição, impressão de 2021

168 páginas
24 x 30 cm
Brochura

Eventos

14/05
de 2024

Edusp e BBM USP convidam para o lançamento de As Minas de Ouro do Brasil

As Minas de Ouro do Brasil, de José Basílio da Gama, manuscrito que permanecia inédito, será lançado na Sala Villa-Lobos da BBM USP em debate com a participação de Junia Ferreira Furtado, ...

Mais Eventos

Mais

O diálogo a partir do antagonismo na relação entre Mário de Andrade e Murilo Rubião

Como a correspondência entre escritores tão diferentes contribuiu para o desenvolvimento intelectual de ambos

A importância do Brasil para o desenvolvimento das ciências sociais francesas

As ciências sociais de Brasil e França estão entrelaçadas e revelam uma história rica em trocas nem sempre igualitárias

A complexa relação entre texto e imagem nas ilustrações de Poty Lazzarotto

Símbolo da cultura curitibana, a jornada de Poty pelas artes visuais revela a riqueza contida no seu trabalho de ilustrador

Amizade entre Mário e Oswald de Andrade é explorada em novo volume da Coleção Correspondência

Correspondência Mário de Andrade & Oswald de Andrade mostra a importância da escrita epistolar não só para o modernismo como também para a preservação de nossa história

Do jornalismo ao ativismo político, antologia revela as múltiplas faces da obra de Patrícia Galvão, a Pagu

“Palavras em Rebeldia” mostra a importância de Pagu, que passou de escritora pouco conhecida a homenageada da FLIP, na história do modernismo e nos dias de hoje
Mais