Paisagens Imaginárias

Intelectuais, Arte e Meios de Comunicação

  • de Beatriz Sarlo
  • org. Sergio Miceli
  • trad. Mirian Senra
Sinopse

Intelectuais e artistas passam constantemente por tensões em relação à prática política, vivendo o impasse de seu posicionamento na sociedade. Voltando-se para o exemplo de seu país, Beatriz Sarlo lança indagações acerca das possibilidades de futuro a partir de um presente massacrado pelo passado. A figura do intelectual crítico reaparece como condição para balanço e revisão de posições políticas, em especial àquela da esquerda revolucionária. A autora percorre nos artigos deste livro acontecimentos como o Holocausto e a Guerra do Golfo, ao lado da experiência traumática de ditadura militar na Argentina, de forma a refletir sobre questões caras à compreensão das sociedades modernas, tal como a hegemonia dos meios de comunicação de massa, o problema da dessacralização da política e, principalmente, o lugar do intelectual na sociedade. Os questionamentos que propõe permanecem em aberto, demonstrando a vitalidade desse debate teórico na atualidade.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 44,00
ISBN 10: 8531403965
ISBN 13: 9788531403965
1ª edição, impressão de 2016

296 páginas
16 x 23 cm
Brochura
Coleção Ensaios Latino-americanos

Eventos

20/03
de 2020

[Cancelado] Lançamento de “Gênero e Feminismos”

O lançamento de "Gênero e Feminismos", que aconteceria sexta-feira, 20/3/2020, está temporariamente cancelado. Assim que possível, uma nova data será anunciada.

Mais Eventos

Mais

Preservar as escassas florestas das cidades é o desafio

No livro “Natureza em Megacidades”, Jörg Spangenberg defende a vegetação integrada à paisagem de concreto

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais