Painéis de Azulejos do Museu Republicano Convenção de Itu

  • de Jonas Soares de Souza
Sinopse

O Museu Republicano Convenção de Itu foi inaugurado em 18 de abril de 1923 e está localizado num antigo sobrado onde residiu a família Almeida Prado. Seu saguão de entrada foi decorado por painéis de azulejos que representam episódios da história da cidade de Itu, de São Paulo e do país. Neste livro, Jonas Soares de Souza nos apresenta a história desses painéis, em edição ricamente ilustrada e comentada. Os painéis foram produzidos pelo artista Antônio Luiz Gagni, mostrando cenas e personagens da História importantes para a memória nacional, na avaliação de Affonso d Escragnolle Taunay, fundador e diretor do Museu Republicano, entre 1923 e 1946, tais como o movimento bandeirista, a participação de ituanos e paulistas no processo de Independência e na construção da República.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 70,00
ISBN 10: 8531411830
ISBN 13: 9788531411830
1ª edição, impressão de 2013

240 páginas
20 x 20 cm
Brochura
Coleção Acervo

Eventos

14/05
de 2024

Edusp e BBM USP convidam para o lançamento de As Minas de Ouro do Brasil

As Minas de Ouro do Brasil, de José Basílio da Gama, manuscrito que permanecia inédito, será lançado na Sala Villa-Lobos da BBM USP em debate com a participação de Junia Ferreira Furtado, ...

Mais Eventos

Mais

O diálogo a partir do antagonismo na relação entre Mário de Andrade e Murilo Rubião

Como a correspondência entre escritores tão diferentes contribuiu para o desenvolvimento intelectual de ambos

A importância do Brasil para o desenvolvimento das ciências sociais francesas

As ciências sociais de Brasil e França estão entrelaçadas e revelam uma história rica em trocas nem sempre igualitárias

A complexa relação entre texto e imagem nas ilustrações de Poty Lazzarotto

Símbolo da cultura curitibana, a jornada de Poty pelas artes visuais revela a riqueza contida no seu trabalho de ilustrador

Amizade entre Mário e Oswald de Andrade é explorada em novo volume da Coleção Correspondência

Correspondência Mário de Andrade & Oswald de Andrade mostra a importância da escrita epistolar não só para o modernismo como também para a preservação de nossa história

Do jornalismo ao ativismo político, antologia revela as múltiplas faces da obra de Patrícia Galvão, a Pagu

“Palavras em Rebeldia” mostra a importância de Pagu, que passou de escritora pouco conhecida a homenageada da FLIP, na história do modernismo e nos dias de hoje
Mais