Ópera em São Paulo

1952-2005

  • de Sergio Casoy
Sinopse

O livro Ópera em São Paulo 1952-2005 é uma detalhada retrospectiva de todas as temporadas líricas na cidade. Sergio Casoy relembra, temporada a temporada, de 1952 a 2005, todos os espetáculos de ópera realizados em São Paulo, com fichas técnicas detalhadas que trazem informações sobre cantores, maestros, diretores, teatros. Estão contempladas todas as óperas representadas, encenadas ou em forma de concerto, nos vários espaços paulistanos: desde os teatros mais tradicionais até casas particulares, clubes, estádios etc. O livro é enriquecido por entrevistas feitas pelo autor com importantes personalidades do mundo lírico de São Paulo: o crítico João Câncio Póvoa, a soprano Niza de Castro Tank, Vicente Amato Filho, atual dirigente da APAA, o empresário Roberto Gagliotti, o maestro Jamil Maluf e o historiador e jornalista Lauro Machado Coelho. É uma obra fundamental para a memória da ópera brasileira.

Ficha técnica

R$ 120,00
ISBN 10: 8531409748
ISBN 13: 9788531409745
1ª edição, impressão de 2007

608 páginas
17 x 25 cm
Brochura

Eventos

16/09
de 2020

Lançamento de “Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP”

Acontece na quarta-feira, 16/9/2020, o lançamento e o debate virtual de "Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP", organizado por Walnice Nogueira Galvão.

Mais Eventos

Mais

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.

Trabalhadores humanitários e o legado de Sérgio Vieira de Mello

Trajetória de Sérgio ilumina possibilidades da ação humanitária e o terreno como lugar dos direitos humanos

“Não há evolução sem ruptura”

Entrevista com Alex Flemming, pintor, escultor e gravador

É verdade que nevou em São Paulo em 1918?

No caderno de visitas da famosa garçonnière mantida pelo escritor Oswald de Andrade na Rua Líbero Badaró, apelidada de "covil da rua Líbero", há a referência de que nevou ...
Mais