As Mulheres de Branco

Realismo e Ironia em The Great Gatsby de F. Scott Fitzgerald

  • de Luiza Franco Moreira
Sinopse

As mulheres de branco em O Grande Gatsby, de F. Scott Fitzgerald, são o ponto de partida para que a autora demonstre a importância desse aspecto na construção de todo o romance, descortinando assim, como diz Davi Arrigucci Jr. no prefácio ao livro, a verdadeira dinâmica da obra. Em primeiro lugar, há o fascínio das mulheres de branco, brancas como noivas, para surgirem depois as imagens suaves de sonho e beleza, trazendo no entanto as marcas de idílios impossíveis que convertem-se em indícios de morte trágica, até assumirem forma grotesca. A visão aguda do detalhe e a habilidade de integrar a parte no todo revelam o domínio que a autora tem de seu método de análise.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 18,00
ISBN 10: 8531400201
ISBN 13: 9788531400209
1ª edição, impressão de 1991

112 páginas
12,5 x 18 cm
Brochura
Coleção Criação & Crítica

Eventos

01 a
10/07
de 2020

[Prorrogada] 1ª Feira Virtual das Editoras Universitárias

A Edusp participa do evento oferecendo títulos com 50% de desconto

Mais Eventos

Mais

Lançamento de “Desenvolvimento e Cooperação na América Latina”

Coordenado por Enrique García, o sétimo volume da coleção Cátedra José Bonifácio é lançado no Portal de Livros Abertos

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais