As Mulheres de Branco

Realismo e Ironia em The Great Gatsby de F. Scott Fitzgerald

  • de Luiza Franco Moreira
Sinopse

As mulheres de branco em O Grande Gatsby, de F. Scott Fitzgerald, são o ponto de partida para que a autora demonstre a importância desse aspecto na construção de todo o romance, descortinando assim, como diz Davi Arrigucci Jr. no prefácio ao livro, a verdadeira dinâmica da obra. Em primeiro lugar, há o fascínio das mulheres de branco, brancas como noivas, para surgirem depois as imagens suaves de sonho e beleza, trazendo no entanto as marcas de idílios impossíveis que convertem-se em indícios de morte trágica, até assumirem forma grotesca. A visão aguda do detalhe e a habilidade de integrar a parte no todo revelam o domínio que a autora tem de seu método de análise.

Ficha técnica

R$ 18,00
ISBN 10: 8531400201
ISBN 13: 9788531400209
1ª edição, impressão de 1991

112 páginas
12,5 x 18 cm
Brochura
Coleção Criação & Crítica

Eventos

20/03
de 2020

[Cancelado] Lançamento de “Gênero e Feminismos”

O lançamento de "Gênero e Feminismos", que aconteceria sexta-feira, 20/3/2020, está temporariamente cancelado. Assim que possível, uma nova data será anunciada.

Mais Eventos

Mais

Preservar as escassas florestas das cidades é o desafio

No livro “Natureza em Megacidades”, Jörg Spangenberg defende a vegetação integrada à paisagem de concreto

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais