Mário de Andrade e a Argentina

Um País e sua Produção Cultural como Espaço de Reflexão

  • de Patricia Artundo
  • trad. Gênese Andrade
Sinopse

Este livro revela aspectos importantes do intenso diálogo que Mário de Andrade manteve com o universo cultural da Argentina entre os anos de 1920 a 1945. Patricia Artundo analisou diversos documentos tanto nesse país como no Brasil, o que lhe permitiu reconstruir o caminho percorrido pelo artista em ambas as direções. Percebe-se nesta obra como a literatura, as artes plásticas, os estudos sobre o folclore e outras fontes enriqueceram as reflexões de Mário sobre o próprio país. Sua coleção de artes plásticas, hoje preservada no Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) da USP, mostra que a presença argentina é rica no acervo do escritor, da qual a autora procurou rastrear o significado que pode ter tido em sua produção artística ou nas reflexões sobre a arte que se produziam naqueles anos. Patricia mostra também o papel que o contato com Mário teve para os intelectuais e artistas argentinos, ocupando um lugar central entre eles, especialmente na década de 1940.

Ficha técnica

R$ 56,00
ISBN 10: 8531408415
ISBN 13: 9788531408410
1ª edição, impressão de 2004

232 páginas
15,2 x 23 cm
Brochura

Eventos

20/03
de 2020

[Cancelado] Lançamento de “Gênero e Feminismos”

O lançamento de "Gênero e Feminismos", que aconteceria sexta-feira, 20/3/2020, está temporariamente cancelado. Assim que possível, uma nova data será anunciada.

Mais Eventos

Mais

Preservar as escassas florestas das cidades é o desafio

No livro “Natureza em Megacidades”, Jörg Spangenberg defende a vegetação integrada à paisagem de concreto

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais