História da America Latina Vol. V

De 1870 a 1930

  • org. Leslie Bethell
  • trad. Geraldo Gerson de Souza
Sinopse

Complementando o anterior, este volume também é dedicado à época de relativa prosperidade material e estabilidade política, entre 1870 e 1930. As histórias dos diversos países latino-americanos são tratadas individualmente, abordando de início o México (a ditadura de Porfirio Díaz, a Revolução Mexicana e o período de reconstrução) e a América Central, em sua “Era Liberal”. Em seguida, são estudadas as Repúblicas Andinas (Chile, Bolívia, Peru e Equador, além de Colômbia e Venezuela) e as Platinas (Uruguai, Paraguai e Argentina). A última parte é dedicada ao Brasil, entre o final do Segundo Império e a Primeira República. Colaboram neste volume historiadores de várias nacionalidades, entre eles Warren Dean, Roberto Cortés Conde, Ciro Flamarion Cardoso, Boris Fausto e Emília Viotti da Costa.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 90,00
ISBN 10: 853140651X
ISBN 13: 9788531406515
1ª edição, impressão de 2013

968 páginas
15 x 23 cm
Brochura
Coleção História da América Latina

Eventos

16/09
de 2020

Lançamento de “Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP”

Acontece na quarta-feira, 16/9/2020, o lançamento e o debate virtual de "Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP", organizado por Walnice Nogueira Galvão.

Mais Eventos

Mais

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.

Trabalhadores humanitários e o legado de Sérgio Vieira de Mello

Trajetória de Sérgio ilumina possibilidades da ação humanitária e o terreno como lugar dos direitos humanos

“Não há evolução sem ruptura”

Entrevista com Alex Flemming, pintor, escultor e gravador

É verdade que nevou em São Paulo em 1918?

No caderno de visitas da famosa garçonnière mantida pelo escritor Oswald de Andrade na Rua Líbero Badaró, apelidada de "covil da rua Líbero", há a referência de que nevou ...
Mais