História da América Latina Vol. III

Da Independência a 1870

  • org. Leslie Bethell
  • trad. Maria Clara Cescato
Sinopse

O terceiro volume da série estuda inicialmente a derrocada do domínio colonial espanhol e português no primeiro quarto do século XIX, examinando as origens das revoluções e guerras de independência da América espanhola continental, a separação relativamente pacífica entre Portugal e o Brasil, e ainda a dimensão internacional da emergência desses novos Estados latino-americanos. Os capítulos que compõem o núcleo central abordam a história econômica, social e política dos países hispano-americanos após a independência no período que se estende entre cerca de 1820 e 1870, assim como do Brasil, desde sua independência até a Guerra do Paraguai. A parte final apresenta um levantamento da vida cultural na América Latina, no período em destaque – a Era do Romantismo. Tulio Halperín Donghi, Richard Graham e José Murilo de Carvalho, além do organizador, são alguns dos colaboradores deste volume.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 124,00
ISBN 10: 8531405874
ISBN 13: 9788531405877
1ª edição, impressão de 2018

1016 páginas
23 x 15 cm
Brochura
Coleção História da América Latina

Eventos

28/09
02/10
de 2020

Feira Virtual da Abeu: Comunicação Corporativa

A Edusp participa do evento oferecendo uma seleção especial de títulos com 50% de desconto

Mais Eventos

Mais

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.

Trabalhadores humanitários e o legado de Sérgio Vieira de Mello

Trajetória de Sérgio ilumina possibilidades da ação humanitária e o terreno como lugar dos direitos humanos

“Não há evolução sem ruptura”

Entrevista com Alex Flemming, pintor, escultor e gravador

É verdade que nevou em São Paulo em 1918?

No caderno de visitas da famosa garçonnière mantida pelo escritor Oswald de Andrade na Rua Líbero Badaró, apelidada de "covil da rua Líbero", há a referência de que nevou ...
Mais