Do Alheio ao Próprio

A Poesia em Moçambique

  • de Manoel de Souza e Silva
Sinopse

“Sei que são meus senhores. É quanto basta / para saber-me escravo e infeliz.” Marcada pelo conflito e pela complexidade, à mercê de um colonialismo tardio, retrógrado e irredutível, a literatura moçambicana sofreu forte influência portuguesa, passando por processos singulares na condução de uma poesia autenticamente nacional. Manoel de Souza e Silva traça um perfil histórico da formação e consolidação da produção poética do país, apresentando diversos exemplos e reportando os termos em que se deram as principais discussões em torno da constituição de sua identidade. A finalidade essencial deste estudo, segundo o próprio autor, é aliciar leitores para um contato com Moçambique por meio de sua poesia.

Ficha técnica

R$ 20,00
ISBN 10: 8531401615
ISBN 13: 9788531401619
1ª edição, impressão de 1996

144 páginas
14 x 21 cm
Brochura
Coleção Campi
Coedição: Editora UFG

Eventos

20/03
de 2020

[Cancelado] Lançamento de “Gênero e Feminismos”

O lançamento de "Gênero e Feminismos", que aconteceria sexta-feira, 20/3/2020, está temporariamente cancelado. Assim que possível, uma nova data será anunciada.

Mais Eventos

Mais

Preservar as escassas florestas das cidades é o desafio

No livro “Natureza em Megacidades”, Jörg Spangenberg defende a vegetação integrada à paisagem de concreto

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais