O Desafio Biográfico

Escrever uma Vida

  • de François Dosse
  • trad. Gilson César Cardoso de Souza
Sinopse

A palavra “biografia” só aparece nas línguas europeias no final do século XVII, porém a prática biográfica era atestada há muito tempo. O caráter híbrido do gênero, a dificuldade de classificá-lo numa disciplina organizada, a pulverização entre tentações contraditórias, como a vocação romanesca e a ânsia de erudição, fizeram dele um subgênero pouco considerado pelo mundo acadêmico, mas que detém grande interesse por parte do público leitor. François Dosse empreende uma história do gênero biográfico observando uma espécie de “libertação” desde o início dos anos de 1980, com as ciências humanas em geral, e os historiadores em particular, redescobrindo as virtudes do gênero. Seu caráter inclassificável, outrora considerado como uma característica que a desqualificava, tornou-se um trunfo: a escrita biográfica tornou-se um bom campo de experimentação para o historiador, que pode constatar o caráter ambivalente da epistemologia de sua disciplina.

Ficha técnica

R$ 65,00
ISBN 10: 8531415837
ISBN 13: 9788531415838
2ª edição, impressão de 2015

448 páginas
18 x 25,5 cm
Brochura

Eventos

19 a
31/10
de 2020

Lombada

A Edusp participa da Lombada, a feira de livros da PUCPR, oferecendo uma seleção especial de títulos com 50% de desconto

Mais Eventos

Mais

Antropólogo cultural Néstor García Canclini assume cátedra na USP

Autor de Culturas Híbridas toma posse na Cátedra Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência da USP

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.

Trabalhadores humanitários e o legado de Sérgio Vieira de Mello

Trajetória de Sérgio ilumina possibilidades da ação humanitária e o terreno como lugar dos direitos humanos

“Não há evolução sem ruptura”

Entrevista com Alex Flemming, pintor, escultor e gravador
Mais