Almanaque O Cavaleiro Azul (Der Blaue Reiter)

  • org. Jorge Schwartz
  • ed. Wassily Kandinsky e Franz Marc
  • trad. Flávia Bancher
Sinopse

Primeira edição em português do Almanaque O Cavaleiro Azul, realizada em parceria entre a Edusp e o Museu Lasar Segall celebrando o centenário da publicação. O Almanaque foi publicado em Munique em 1912, planejado para ser seguido por outros volumes em intervalos irregulares, reunindo “o mais novo movimento da pintura na França, Alemanha e Rússia, e mostra seus sutis elos de ligação com o gótico e os primitivos, com a África e o Oriente, com as artes popular e infantil, tão expressivas e naturais, e especialmente com o mais moderno movimento musical na Europa e as novas ideias das artes cênicas de nosso tempo”, conforme texto de Franz Marc no folheto de divulgação. Sobre ele, Kandinsky acrescentou: “Marc e eu entregamo-nos à pintura, mas apenas ela não nos bastava. Tive, então, a ideia de um livro ‘sintético’, que apagaria as concepções estreitas e faria tombar os muros entre as artes, entre a arte oficial e aquela proibida, e que comprovaria finalmente que a questão da arte não é uma questão de forma, mas do conteúdo artístico”.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 170,00
ISBN 10: 8531414299
ISBN 13: 9788531414299
1ª edição, impressão de 2013

312 páginas
21,5 x 29 cm
Capa dura

Eventos

20/03
de 2020

[Cancelado] Lançamento de “Gênero e Feminismos”

O lançamento de "Gênero e Feminismos", que aconteceria sexta-feira, 20/3/2020, está temporariamente cancelado. Assim que possível, uma nova data será anunciada.

Mais Eventos

Mais

Preservar as escassas florestas das cidades é o desafio

No livro “Natureza em Megacidades”, Jörg Spangenberg defende a vegetação integrada à paisagem de concreto

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais