1914

Mil Novecentos e Catorze

  • de Luciano Canfora
  • trad. Aurora Fornoni Bernardini
Sinopse

O atentado contra o arquiduque Francisco Ferdinando em 1914 deu ensejo ao início da Primeira Guerra Mundial, mudando os destinos do mundo. Luciano Canfora questiona neste livro se a guerra não estaria já decidida, aguardando apenas a ocasião para ser declarada; nesse caso caberia ao atentado o papel de somente mais um acontecimento no enredo que levou ao conflito que muitos chefes de governo, senão todos, queriam. O autor narra no livro os eventos do primeiro ano da guerra para explicar como o conflito se transformou em mundial e estendeu-se por vários anos. Aponta também as transformações radicais que ela trouxe ao continente europeu em seu aspecto político, além do crescimento da onda autoritária e do fascismo na região. No prefácio, Lincoln Secco observa que em "tão poucas páginas o leitor tem diante de si um panorama trágico pelo seu conteúdo e, ainda assim, digno de ser reconstruído uma vez mais por um grande historiador. Entre as muitas ideias que povoam suas páginas, há que se destacar uma: a da suspensão da política”.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 40,00
ISBN 10: 8531414997
ISBN 13: 9788531414992
1ª edição, impressão de 2014

184 páginas
12,5 x 18,5 cm
Capa dura

Eventos

20/03
de 2020

[Cancelado] Lançamento de “Gênero e Feminismos”

O lançamento de "Gênero e Feminismos", que aconteceria sexta-feira, 20/3/2020, está temporariamente cancelado. Assim que possível, uma nova data será anunciada.

Mais Eventos

Mais

Preservar as escassas florestas das cidades é o desafio

No livro “Natureza em Megacidades”, Jörg Spangenberg defende a vegetação integrada à paisagem de concreto

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais