Imagens da Mulher no Ocidente Moderno

  • de Isabelle Anchieta
Sinopse

Em três volumes, Imagens da Mulher no Ocidente Moderno é a história de uma disputa pela visualidade. Combina a análise sociológica das formas de representação das mulheres nas sociedades ocidentais com a apreensão dos sentimentos por meio de detalhes da linguagem pictórica. O exame minucioso das imagens femininas nas artes plásticas do Ocidente, desde a emergência da Idade Moderna até o final do século XIX, expressa as diversas modalidades da revelação da teia social presente na imagem, apreendida no modo como as posições das mulheres se evidenciavam. Isabelle Anchieta propõe um estilo de reflexão que explora as múltiplas possibilidades de interpretação das imagens na perspectiva sociológica, sem desconsiderar as particularidades artísticas nem as singularidades do ato de sua criação. A caixa contém os livros Bruxas e Tupinambás Canibais, Maria e Maria Madalena e Stars de Hollywood.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 170,00
ISBN 13: 9788531417412
1ª edição, impressão de 2019
696 páginas

18,7 x 26 cm
Caixa

Eventos

16/09
de 2020

Lançamento de “Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP”

Acontece na quarta-feira, 16/9/2020, o lançamento e o debate virtual de "Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP", organizado por Walnice Nogueira Galvão.

Mais Eventos

Mais

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.

Trabalhadores humanitários e o legado de Sérgio Vieira de Mello

Trajetória de Sérgio ilumina possibilidades da ação humanitária e o terreno como lugar dos direitos humanos

“Não há evolução sem ruptura”

Entrevista com Alex Flemming, pintor, escultor e gravador

É verdade que nevou em São Paulo em 1918?

No caderno de visitas da famosa garçonnière mantida pelo escritor Oswald de Andrade na Rua Líbero Badaró, apelidada de "covil da rua Líbero", há a referência de que nevou ...
Mais