Erosão

Dos Solos às Civilizações

  • de David R. Montgomery
  • trad. Ana Maria Fiorini
Sinopse

David R. Montgomery busca expor, neste livro, o custo humano da exaustão da terra, inserindo a questão na história mais ampla da relação da humanidade com os solos. Assim, estuda sociedades de diferentes épocas e locais, a evolução das técnicas agrícolas e seus impactos, o surgimento da ciência do solo, bem como a diminuição do retorno sobre o investimento em insumos agroquímicos e culturas geneticamente modificadas. O autor enfatiza a natureza lenta, gradual e praticamente imperceptível da degradação do solo e da erosão, ao mesmo tempo que argumenta em favor de programas de monitoramento ambiental e da coordenação entre governo e produtores. Abordando aspectos históricos, geológicos e ambientais, trata-se de uma leitura útil sobretudo para estudantes de graduação e leitores não especialistas, ao fundamentar discussões e apontar caminhos para garantir a qualidade e o manejo sustentável do solo.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 58,00
ISBN 13: 9788531417191
1ª edição, impressão de 2021
376 páginas

16 x 23 cm
Brochura

Eventos

14/05
de 2024

Edusp e BBM USP convidam para o lançamento de As Minas de Ouro do Brasil

As Minas de Ouro do Brasil, de José Basílio da Gama, manuscrito que permanecia inédito, será lançado na Sala Villa-Lobos da BBM USP em debate com a participação de Junia Ferreira Furtado, ...

Mais Eventos

Mais

O diálogo a partir do antagonismo na relação entre Mário de Andrade e Murilo Rubião

Como a correspondência entre escritores tão diferentes contribuiu para o desenvolvimento intelectual de ambos

A importância do Brasil para o desenvolvimento das ciências sociais francesas

As ciências sociais de Brasil e França estão entrelaçadas e revelam uma história rica em trocas nem sempre igualitárias

A complexa relação entre texto e imagem nas ilustrações de Poty Lazzarotto

Símbolo da cultura curitibana, a jornada de Poty pelas artes visuais revela a riqueza contida no seu trabalho de ilustrador

Amizade entre Mário e Oswald de Andrade é explorada em novo volume da Coleção Correspondência

Correspondência Mário de Andrade & Oswald de Andrade mostra a importância da escrita epistolar não só para o modernismo como também para a preservação de nossa história

Do jornalismo ao ativismo político, antologia revela as múltiplas faces da obra de Patrícia Galvão, a Pagu

“Palavras em Rebeldia” mostra a importância de Pagu, que passou de escritora pouco conhecida a homenageada da FLIP, na história do modernismo e nos dias de hoje
Mais