CID-10 Vol. 2

Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde

  • org. OMS - Organização Mundial da Saúde
  • trad. Centro Colaborador da OMS
Sinopse

Há mais de um século, a CID vem sendo um poderoso recurso da medicina e da saúde pública para a descrição de doenças e causas de morte, assim como para a elaboração de estatísticas de saúde e garantia do sigilo médico. A décima revisão da CID em português traz modificações e inovações qualitativas, inclusive de caráter médico-social. Sua organização permite um melhor conhecimento da AIDS, agora descrita como doença causada pelo HIV, com subcategorias que abrangem as doenças oportunistas. O segundo volume da CID contém disposições para registro e codificação, a descrição básica e instruções práticas para codificadores de mortalidade e morbidade, bem como as diretrizes para a apresentação e interpretação dos dados.

Ficha técnica

R$ 38,00
ISBN 10: 8531402364
ISBN 13: 9788531402364
8ª edição, impressão de 2018

212 páginas
15,5 x 23 cm
Brochura

Eventos

16/09
de 2020

Lançamento de “Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP”

Acontece na quarta-feira, 16/9/2020, o lançamento e o debate virtual de "Sobre os Primórdios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP", organizado por Walnice Nogueira Galvão.

Mais Eventos

Mais

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.

Trabalhadores humanitários e o legado de Sérgio Vieira de Mello

Trajetória de Sérgio ilumina possibilidades da ação humanitária e o terreno como lugar dos direitos humanos

“Não há evolução sem ruptura”

Entrevista com Alex Flemming, pintor, escultor e gravador

É verdade que nevou em São Paulo em 1918?

No caderno de visitas da famosa garçonnière mantida pelo escritor Oswald de Andrade na Rua Líbero Badaró, apelidada de "covil da rua Líbero", há a referência de que nevou ...
Mais