Cadernos

  • de Willy Corrêa de Oliveira
Sinopse

Um dos mais importantes compositores da música contemporânea brasileira, Willy Corrêa de Oliveira reúne neste trabalho cinco cadernos. Abrindo-se para além dos limites de suas encadernações, eles abrigam notas, registros urgentes e apontamentos variados em torno da impossibilidade de se praticar música erudita como linguagem no mundo capitalista. Quatro deles foram escritos há cerca de vinte anos: o “Caderno do Princípio e do Fim” serve tanto de introdução como de conclusão dos demais; o “Caderno de Biografia” busca traçar três variações biográficas da profissão de compositor na atualidade; o “Caderno de Pânico” agrupa uma série de reflexões sobre o tratamento dos problemas musicais contemporâneos; o “Caderno de Recortes” é uma colagem de fragmentos de jornais; por fim, o “Caderno de Ensaios” traz escritos mais recentes a fim de estabelecer um diálogo com os outros cadernos.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 92,00
ISBN 13: 9788531416736
1ª edição, impressão de 2019
524 páginas

16 x 23 cm
Brochura

Eventos

05 a
11/04
de 2021

3ª Feira do Livro da Unesp

A Edusp participa da 3ª Feira do Livro da Unesp, de 5 a 11 de abril, oferecendo seus títulos com 50% de desconto

Mais Eventos

Mais

Clarice Lispector é uma bruxa que encanta

... E o leitor nunca mais deixará de ser seu. Quem começa a ler Clarice Lispector vai passar a vida com seus livros nas mãos. "Será fisgado", como define a professora Nádia ...

‘Ensaio Sobre Música Brasileira’ de Mário de Andrade ganha reedição

Após quase um século, obra de Mário de Andrade é reeditada e complementada pela musicóloga Flávia Camargo Toni

Especialistas discutem educação nos países de língua portuguesa

Educação em países lusófonos é tema de seminário

Livro de entrevistas lembra os primeiros anos da USP

Obra traz depoimentos de Paul Bastide, Antonio Candido, Florestan Fernandes e Mário Schenberg, entre outros

Edusp tem novo diretor-presidente

Carlos Roberto Ferreira Brandão, ex-diretor do MAC (2016-2020), é o novo diretor-presidente da Edusp a partir de setembro de 2020.
Mais