As Judias do Campo de Concentração de Ravensbrück

  • de Rochelle G. Saidel
  • trad. Antonio de Pádua Danesi
Sinopse

Ravensbrück, localizado a cerca de oitenta quilômetros ao norte de Berlim, foi o maior campo de concentração nazista para mulheres. Entre 1939 e 1945, 132 mil mulheres de diferentes países foram aprisionadas em Ravensbrück, das quais apenas quinze mil sobreviveram. Apresentando mais de sessenta narrativas e entrevistas de sobreviventes nos Estados Unidos, Israel e Europa, assim como testemunhos não publicados, documentos e fotografias de arquivos privados, Rochelle Saidel apresenta um retrato coletivo e individual das prisioneiras judias de Ravensbrück. Este livro, resultado de mais de vinte anos de pesquisa da autora, conta a história do dia a dia de um desses campos e o que pensavam as mulheres nele confinadas sobre a terrível situação em que viviam, relatos sobre o tratamento dispensado às mulheres, sua luta diária e suas estratégias de sobrevivência.

Ficha técnica

R$ 59,00
ISBN 10: 8531411394
ISBN 13: 9788531411397
1ª edição, impressão de 2009

344 páginas
16 x 23 cm
Brochura

Eventos

01 a
10/07
de 2020

[Prorrogada] 1ª Feira Virtual das Editoras Universitárias

A Edusp participa do evento oferecendo títulos com 50% de desconto

Mais Eventos

Mais

Lançamento de “Desenvolvimento e Cooperação na América Latina”

Coordenado por Enrique García, o sétimo volume da coleção Cátedra José Bonifácio é lançado no Portal de Livros Abertos

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais