Fernand Braudel e o Brasil

Vivência e Brasilianismo (1935-1945)

  • de Luís Corrêa Lima
Sinopse

O historiador Fernand Braudel viveu uma grande transformação humana e intelectual quando esteve no Brasil entre 1935 e 1937, lecionando na recém-criada Universidade de São Paulo. Integrou a chamada missão francesa incumbida da montagem da então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. O significado do Brasil na vida e no pensamento de Braudel é o tema desta obra de Luís Corrêa Lima, que resgata a face brasileira do grande historiador e apresenta os trechos do manuscrito inacabado sobre a história do Brasil no século XVI, nunca publicado. No período em que Braudel esteve na prisão nazista, durante a Segunda Guerra Mundial, prosseguiu sua tese, analisou a obra de Gilberto Freyre e redigiu esse ensaio inédito sobre o Brasil. O autor apresenta de forma sistemática as razões da vinda do historiador ao Brasil, o seu trabalho na Universidade e no país, as amizades que aqui fez entre os membros da elite paulistana, os escritores e intelectuais brasileiros com os quais manteve contato, e o interesse pela nossa história.

ver sumário

Ficha técnica

R$ 42,00
ISBN 10: 8531411572
ISBN 13: 9788531411571
1ª edição, impressão de 2009

216 páginas
16 x 23 cm
Brochura
Coleção Ensaios de Cultura

Eventos

04/03
de 2020

Lançamento de “Arquitetura Evanescente”

Acontece na quarta-feira, 4/3/2020, o lançamento de "Arquitetura Evanescente", de Fernando Atique, na Livraria Martins Fontes Paulista.

Mais Eventos

Mais

Um arquiteto que sonhou a cidade para os cidadãos

Livro traz textos de arquiteto que põe em xeque o desenvolvimentismo na arquitetura

Livro mostra as transformações políticas em São Paulo

Professor de Nova Jersey analisa história pouco explorada do estado de São Paulo

Leonardo da Vinci: uma mirada

Leonardo da Vinci não cessa de fascinar. Pesquisadores das mais diversas áreas de estudo voltam-se ao personagem-símbolo da civiltà (cultura) renascentista. Sua obra de ...

O dicionário do iluminista que estudou o inferno no século 19

Livro registra o vernáculo ocultista de dois séculos atrás

O naturalista pioneiro que saiu na defesa das florestas

A história de Frei Veloso, missionário, tipógrafo e cientista, é contada em novo livro da Edusp
Mais