Busca
   Início  |  Edusp  |  Edusp – English  |  Edusp – Español  |  Livrarias  |  Catálogo  |  Eventos  |  Compras 
 
  Menu

  Como publicar
  Convites
  Caderno de leitura
  Prêmios
  Lançamentos
  Livros abertos
  Editais
  Doações
  RH/Concurso
  Mapa do site
  Fale conosco

 
EXÍLIO E LITERATURA:
Escritores de Fala Alemã durante a Época do Nazismo


de Izabela Maria Furtado Kestler
trad. ZIMBER, Karola

Coleção Ensaios de Cultura
ISBN 10: 85-314-0732-X
ISBN 13: 978-85-314-0732-1
Formato: 16x23 cm
Nº de Páginas: 296 pp.
Peso: 515 g



R$ 56,00   Comprar
Izabela Maria Furtado Kestler foi professora do Departamento de Letras Anglo-germânicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Veja Também:
O DECLÍNIO DOS MANDARINS ALEMÃES
BRASIL, PAÍS DO PASSADO?
NOSTALGIA, EXÍLIO E MELANCOLIA

O Brasil recebeu número expressivo de exilados provenientes da Alemanha nazista e da Áustria, estimado em cerca de dezesseis mil; entre eles, muitos intelectuais e escritores, que produziram obras sobre o Brasil ou nele inspiradas. Izabela Kestler resgata a história do Brasil entre 1933 e 1945, apresentando um panorama bibliográfico sobre os escritores e jornalistas exilados no país, e uma pesquisa sobre a literatura do exílio. Inicia o volume um painel sucinto de nossa história entre 1930 e 1945, considerando em especial as relações políticas e econômicas entre o Brasil e a Alemanha. A seguir, apresenta as trajetórias biográficas dos escritores e intelectuais aqui exilados, e a descrição das atividades políticas antinazistas de vários grupos. A literatura do exílio propriamente dita e a literatura produzida pelo impacto do exílio são analisadas ao final, com a apresentação de um panorama geral dos livros publicados aqui em alemão, francês e português e a análise das obras de Stefan Zweig, Ulrich Becher e Hugo Simon.

Copyright © 2004 - 2017 EDUSP - Editora da Universidade de São Paulo - Créditos