Busca
   Início  |  Edusp  |  Edusp – English  |  Edusp – Español  |  Livrarias  |  Catálogo  |  Eventos  |  Compras 
 
  Menu

  Como publicar
  Convites
  Caderno de leitura
  Prêmios
  Lançamentos
  Livros abertos
  Editais
  Doações
  RH/Concurso
  Mapa do site
  Fale conosco

 
COMO AS INSTITUIÇÕES PENSAM

de DOUGLAS, Mary
trad. Carlos Eugênio Marcondes de Moura

Coleção Ponta
ISBN 10: 85-314-0455-X
ISBN 13: 978-85-314-0455-9
Formato: 15,5x23 cm
Nº de Páginas: 144 pp.
Peso: 265 g


Clique para ver o sumário.    



Indisponível 
Carlos Eugênio Marcondes de Moura é doutor em Sociologia pela USP e tradutor, com mais de 50 títulos publicados. Foi professor do Serviço de Teatro da Universidade do Pará e do Departamento de Teatro da Escola de Comunicações e Artes da USP.

Veja Também:
ESPELHOS E MÁSCARAS
CONSTRUÇÃO NACIONAL E CIDADANIA
RENASCIMENTO DO PROFISSIONALISMO

Apoiando-se nos fundamentos teóricos de Emile Durkheim e Ludwick Flek, para os quais a verdadeira solidariedade só é possível quando os indivíduos compartilham categorias de pensamento, a autora empenha-se em esclarecer como o pensamento depende das instituições e discutir temas como solidariedade e cooperação. A escolha teórica é deliberadamente polêmica, visto que contradiz os axiomas básicos do comportamento racional, segundo os quais cada pensador é considerado como um indivíduo soberano. Mary Douglas investiga diferentes sociedades e comunidades e suas relações com as instituições, concluindo que os indivíduos compartilham seus pensamentos e harmonizam suas preferências, mas são as instituições que determinam a tomada das grandes decisões.

Copyright © 2004-2018 Edusp - Editora da Universidade de São Paulo - Créditos