Busca
   Início  |  Edusp  |  Edusp – English  |  Edusp – Español  |  Livrarias  |  Catálogo  |  Eventos  |  Compras 
 
  Menu

  Como publicar
  Convites
  Caderno de leitura
  Prêmios
  Lançamentos
  Livros abertos
  Editais
  Doações
  RH/Concurso
  Mapa do site
  Fale conosco

 
A CRISE FINANCEIRA DA ABOLIÇÃO

de John Schulz
trad. FRACALOSSI, Denis Augusto

ISBN 10: 85-314-1453-9
ISBN 13: 978-85-314-1453-4
Formato: 16x23 cm
Nº de Páginas: 280 pp.
Peso: 434 g
2ª Edição

Clique para ver o sumário.    



R$ 45,00   Comprar
Veja Também:
O EXÉRCITO NA POLÍTICA
O PLANO E O PÂNICO
PELO PRISMA DA ESCRAVIDÃO
EVOLUÇÃO DA SOCIEDADE E ECONOMIA ESCRAVISTA DE SÃO PAULO

A irresponsabilidade financeira dos governos após a abolição transformou a grande oportunidade de reforma social em um desastre econômico, com alta da inflação e fuga de investidores nacionais e estrangeiros, o que acabou arrefecendo a onda de otimismo que se seguiu à emancipação. Os ajustes necessários à introdução do trabalho livre resultaram numa crise que durou quase três décadas. Nesta edição revista, o autor examina o Encilhamento e também a crise mais demorada que antecedeu e sucedeu ao auge dessa “bolha” especulativa, focando as três faces da crise financeira da abolição: a relação do Brasil com os mercados internacionais, a inflação e a administração dos pânicos financeiros. A análise realizada por John Schulz não apenas ilumina a história do Brasil como também fornece lições relevantes para as decisões financeiras e políticas que estão sendo tomadas hoje.

Copyright © 2004-2018 Edusp - Editora da Universidade de São Paulo - Créditos