Busca
   Início  |  Edusp  |  Edusp – English  |  Edusp – Español  |  Livrarias  |  Catálogo  |  Eventos  |  Compras 
 
  Menu

  Como publicar
  Convites
  Caderno de leitura
  Prêmios
  Lançamentos
  Livros abertos
  Editais
  Doações
  RH/Concurso
  Mapa do site
  Fale conosco

 
A SOCIEDADE SEM RELATO:
Antropologia e Estética da Iminência


de Nestor Garcia Canclini
trad. RIBEIRO, Maria Paula Gurgel

ISBN 10: 85-314-1369-9
ISBN 13: 978-85-314-1369-8
Formato: 13x21 cm
Nº de Páginas: 264 pp.
Peso: 304 g


Clique para ver o sumário.    



R$ 50,00   Comprar
Néstor García Canclini é filósofo e antropólogo argentino radicado no México. Doutorou-se na Universidade Nacional da Prata e na Universidade de Paris. Foi professor da Universidade da Prata e da Universidade de Buenos Aires. Atualmente, é professor e investigador da Universidade Nacional Autônoma do México, Unidade Iztapalapa, onde dirige o Programa de Estudos sobre Cultura.

Veja Também:
CULTURAS HÍBRIDAS
PAISAGENS IMAGINÁRIAS

Na ausência de relatos totalizadores, o que fazer com aquilo para o que não encontramos respostas? Como nos colocar à altura do que pode acontecer? Como pensar uma antropologia e uma estética da iminência em uma Sociedade sem relato? Estas questões dão a dimensão da potência da busca analítica proposta por Néstor García Canclini. É no entrecruzamento das práticas e teorias sociais com o trabalho artístico e as teorias estéticas que o autor empreende uma nova cartografia da percepção e da sensibilidade, interrogando vigorosamente as condições de produção da arte na contemporaneidade, os meios de compreendê-la e as nossas práticas. Desprovida de um relato totalizador, a sociedade é então interpelada desde a iminência pelos artistas, desafiando os consensos apaziguadores da filosofia e da antropologia sobre os muitos modos como nos agrupamos e conduzimos além daqueles pelos quais as ciências procuram conhecer e abarcar o que no presente não cessa de nos escapar.

Copyright © 2004 - 2017 EDUSP - Editora da Universidade de São Paulo - Créditos