Busca
   Início  |  Edusp  |  Edusp – English  |  Edusp – Español  |  Livrarias  |  Catálogo  |  Eventos  |  Compras 
 
  Menu

  Como publicar
  Convites
  Caderno de leitura
  Prêmios
  Lançamentos
  Livros abertos
  Editais
  Doações
  RH/Concurso
  Mapa do site
  Fale conosco

 
O TRABALHO DO GEÓGRAFO NO TERCEIRO MUNDO

de Milton Santos
trad. Sandra Lencioni

Coleção Milton Santos
ISBN 10: 85-314-1121-1
ISBN 13: 978-85-314-1121-2
Formato: 14x21 cm
Nº de Páginas: 136 pp.
Peso: 186 g
5ª Edição

Clique para ver o sumário.    



R$ 26,00   Comprar
Milton Santos foi professor da Universidade Federal da Bahia, da USP e de Universidades na Europa, na África, na América do Sul e do Norte, pelas quais recebeu o título de doutor honoris causa. Foi consultor da ONU e da OIT, de cujo Comitê para o Estudo da Urbanização e do Emprego foi membro diretor.

Sandra Lencioni é docente no Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, onde fez graduação, mestrado e doutorado. Realizou estágio de pós-doutorado na Université Paris I e é professora livre-docente pela USP. Tem vários trabalhos publicados em revistas especializadas nacionais e estrangeiras.

Veja Também:
A NATUREZA DO ESPAÇO
REGIÃO E GEOGRAFIA
POR UMA GEOGRAFIA NOVA
GLOBALIZAÇÃO E AGRICULTURA

Em O Trabalho do Geógrafo no Terceiro Mundo, publicado originalmente em 1971 durante seu exílio na França, Milton Santos enfrentou três grandes desafios: o debate sobre a teoria da geografia; a relação entre a pesquisa geográfica e o planejamento territorial, questão colocada no Brasil, na França e em vários outros países naquele momento; e a possibilidade de uma geografia que melhor decifrasse os problemas do Terceiro Mundo. Percorreu vasta bibliografia, que incluiu os clássicos da ciência geográfica, aqueles teóricos preocupados com os rumos da ciência, além de diversos teóricos das ciências afins, como economia, sociologia e filosofia, procurando ampliar o debate, considerando que a geografia estava excessivamente fechada sobre si mesma, valorizando demais o empírico em detrimento da teoria. Milton Santos procurou aplicar sua crítica à geografia tradicional, às pesquisas aplicadas e ao conhecimento da nova realidade que são os países do Terceiro Mundo.

Copyright © 2004 - 2017 EDUSP - Editora da Universidade de São Paulo - Créditos