Busca
   Início  |  Edusp  |  Edusp – English  |  Edusp – Español  |  Livrarias  |  Catálogo  |  Eventos  |  Compras 
 
  Menu

  Como publicar
  Convites
  Caderno de leitura
  Prêmios
  Lançamentos
  Livros abertos
  Editais
  Doações
  RH/Concurso
  Mapa do site
  Fale conosco

 
LAVOURA CANAVIEIRA, TRABALHO LIVRE E COTIDIANO:
Itu,1780-1830


de Eni de Mesquita Samara

ISBN 10: 85-314-0910-1
ISBN 13: 978-85-314-0910-3
Formato: 14x21 cm
Nº de Páginas: 200 pp.
Peso: 275 g


Clique para ver o sumário.    



R$ 36,00   Comprar
Eni de Mesquita Samara é historiadora dedicada à pesquisa dos estudos de gênero e da demografia histórica. Atualmente, é diretora do Museu Paulista da USP.

Veja Também:
RETRATOS DE FAMÍLIA
MEMÓRIA PAULISTA
EQUIPAMENTOS, USOS E COSTUMES DA CASA BRASILEIRA VOL. 3
EQUIPAMENTOS, USOS E COSTUMES DA CASA BRASILEIRA VOL. 5

A mão de obra livre no período colonial foi um recurso amplamente utilizado tanto nas áreas exportadoras como nos setores de serviços e abastecimento, ainda que nesse período a escravidão fosse a forma dominante de trabalho. Apoiando-se em vasta pesquisa documental, a autora procurou captar a complexidade social e de formas de trabalho que coexistiram regionalmente. Os agregados, livres pobres e libertos ocuparam setores econômicos em que geralmente não havia escravos, cumprindo um papel importante ainda mal dimensionado. Inicialmente, a autora apresenta as questões de uma perspectiva mais ampla, procurando compreender como livres e escravos coexistiram no mundo do trabalho e, a seguir, volta-se para as áreas de lavoura canavieira no Sul, focalizando a cidade de Itu, sua história e a de sua produção agrícola.

Copyright © 2004 - 2017 EDUSP - Editora da Universidade de São Paulo - Créditos