Busca
   Início  |  Edusp  |  Edusp – English  |  Edusp – Español  |  Livrarias  |  Catálogo  |  Eventos  |  Compras 
 
  Menu

  Como publicar
  Convites
  Caderno de leitura
  Prêmios
  Lançamentos
  Livros abertos
  Editais
  Doações
  RH/Concurso
  Mapa do site
  Fale conosco

 
MECENATO POMBALINO E POESIA NEOCLÁSSICA:
Basílio da Gama e a Poética do Encômio


de Ivan Prado Teixeira

Prêmio Jabuti 2000 - Ensaio e Biografia
Book Prize 2000 - Latin American Studies Association
ISBN 10: 85-314-0478-9
ISBN 13: 978-85-314-0478-8
Formato: 19x25,5 cm
Nº de Páginas: 632 pp.
Peso: 1885 g



Indisponível 
Ivan Teixeira, doutor em literatura brasileira pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, foi professor do Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes da mesma universidade.

Veja Também:
OBRAS POÉTICAS DE BASÍLIO DA GAMA

Ao ser publicado, em 1769, O Uraguay de Basílio da Gama celebrava o despotismo esclarecido do poderoso marquês de Pombal. Uma das primeiras edições brasileiras do texto substitui o soneto introdutório, originalmente dedicado a Pombal, por outro sobre Tupac Amaru, o inca símbolo da emancipação de países andinos, inventando um Basílio da Gama arauto do nacional. Em edições seguintes, alterações do poema produziram defeitos que foram naturalizados e reiterados pela maior parte da crítica posterior. O autor faz aqui uma minuciosa revisão genealógica e documental das categorias e juízos críticos equivocadamente utilizados desde o século XIX nas apropriações da obra de Basílio, produzindo ao mesmo tempo um ensaio de fôlego sobre os princípios da poética setecentista.

Copyright © 2004-2018 Edusp - Editora da Universidade de São Paulo - Créditos