Busca
   Início  |  Edusp  |  Edusp – English  |  Edusp – Español  |  Livrarias  |  Catálogo  |  Eventos  |  Compras 
 
  Menu

  Como publicar
  Convites
  Caderno de leitura
  Prêmios
  Lançamentos
  Livros abertos
  Editais
  Doações
  RH/Concurso
  Mapa do site
  Fale conosco

 
SERTÃO, REPÚBLICA E NAÇÃO

de BARTELT, Dawid Danilo
trad. KRETSCHMER, Johannes ; ABI-SÂMARA, Raquel

ISBN 10: 85-314-1068-1
ISBN 13: 978-85-314-1068-0
Formato: 18x25,5 cm
Nº de Páginas: 376 pp.
Peso: 715 g



R$ 73,00   Comprar
Veja Também:
CANUDOS
CORRESPONDÊNCIA DE EUCLIDES DA CUNHA
"O REI DOS JAGUNÇOS DE MANUEL BENÍCIO"

Ao longo do tempo, as diferentes interpretações sobre o movimento de Canudos têm sofrido mudanças radicais, e tanto a demonização como a sacralização minaram a possibilidade de discutir questões como interesses de poder, formas de dominação ou exercício da violência. Para Bartelt, Canudos foi mais um acontecimento discursivo que um acontecimento militar. Neste estudo, procura entender o fenômeno na interseção de quatro campos: o sertão como interior ou hinterland nacional; a comunidade de Canudos como normalidade do sertão; a república como o campo das lutas decisivas pelo poder; e a nação que se sentiu obrigada pelo movimento de Canudos a reformular sua relação com o sertão. Canudos como evento discursivo foi um acontecimento de mídia, portanto, a imprensa da época foi o centro de sua análise, especialmente os jornais do Rio de Janeiro e de Salvador, além de outros em Pernambuco e São Paulo.

Copyright © 2004 - 2017 EDUSP - Editora da Universidade de São Paulo - Créditos